Eficiência Energética e a redução das emissões

  • Por Yuri Vandresen
  • Publicado 22 days ago

É comum vermos as energias renováveis sendo retratadas como o principal motor de transformação do setor de energia para um modelo menos agressivo ao meio ambiente e à saúde humana. Enquanto é verdade que a adoção de fontes renováveis como a energia solar fotovoltaica, energia eólica e energia hidrelétrica são fundamentais para que possamos ter um futuro mais limpo e sustentável, vale ressaltar também que o uso final dessa energia é tão importante quanto como ela é gerada.

A Agência Internacional de Energia (IEA, da sigla em Inglês), um dos principais órgãos de referência mundial no setor, divulga anualmente o relatório World Energy Outlook (Panorama Global de Energia), no qual são traçados os cenários possíveis de crescimento futuro e seus impactos nas emissões de gases do efeito estufa. Nos relatórios mais recentes, o investimento em eficiência energética aparece como a principal ferramenta na redução das emissões, seguida de perto pelas energias renováveis e pelas usinas a carvão de baixa emissão.

Veja abaixo o relatório de 12/2019, onde a linha superior representa as tendências atuais, as camadas em azul representam as ações de eficiência energética e as em verde as energias renováveis:

Emissões de CO2 relativas à energia e reduções possíveis por fonte, em milhões de toneladas (IEA, 2019).

Nestes cenários, fica claro que o papel das políticas de promoção do uso mais eficiente da energia é importantíssimo e que o investimento em larga escala nessas iniciativas é uma excelente estratégia para evitar custos muito maiores no futuro com a recuperação do meio ambiente e com a geração de energia que poderia ser melhor aproveitada no seu consumo final.

Como podemos fazer nossa parte?

Assim como hoje é possível atuar localmente em direção à uma produção de energia elétrica mais sustentável e menos agressiva ao meio ambiente (como no exemplo da geração solar distribuída), é também possível ser um agente de transformação na transição para um uso mais eficiente da energia. O mercado brasileiro conta com opções de eletrodomésticos e eletroeletrônicos energeticamente eficientes com preços acessíveis e investir nesses equipamentos faz sentido não só ambientalmente, mas também financeiramente.

A plataforma Topten.eco.br atua no sentido de facilitar o acesso à informação dos equipamentos domésticos mais eficientes disponíveis no mercado, para que o consumidor possa entender melhor o benefício de trocar seus aparelhos por modelos que façam melhor uso dos recursos energéticos e de quebra economize na sua conta de luz. Atualmente, contamos com mais de 10 categorias de produtos e uma base de dados com mais de 400 modelos disponíveis no mercado brasileiro, são elas:

  • Micro-ondas
  • Ar condicionado (split e janela)
  • Lavadora de roupas (tanquinhos, automáticas e lava e seca)
  • Módulos Fotovoltaicos
  • Refrigeradores (geladeiras, freezers e frigobares)
  • Televisores

Consulte nosso ranking de eficiência e nossos guias dos produtos antes de trocar seus equipamentos para assegurar que está escolhendo um produto mais eficiente e menos agressivo ao meio ambiente.


Referências:

1. https://www.iea.org/events/introducing-the-sustain...

2. https://www.iea.org/reports/world-energy-outlook-2...

Produtos em destaque